Séries de TV: 7 Motivos para começar a assistir “Gilmore Girls” já!

Sou viciada em séries de TV.
Acompanho várias ao mesmo tempo e, assim como acontece com os livros, crio laços fortes e intensos com os personagens e suas histórias, como se fossem meus grandes e bons amigos.

Foi lá nos anos 2000 (!!!) que eu e minha irmã nos apaixonamos por Gilmore Girls, e as acompanhamos religiosamente na Warner Channel durante as 7 temporadas que fizeram da série um grande sucesso. Foram 7 anos de personagens que marcaram nossas vidas e nos influenciaram de todas as formas possíveis!
Aí, em 2016, nove anos após o término da série, a mais que maravilhosa Netflix anunciou que esses mesmos personagens queridos retornariam pra um revival!
Vocês conseguem imaginar a sensação indescritível de pura nostalgia que é reencontrar esses laços que vão além das telas? Fui completamente transportada pra minha adolescência, e, nossa, bateu aquela saudade! Então, pra melhorar tudo, a Netflix ainda disponibilizou as 7 temporadas completas pra gente maratonar antes do bendito revival! Pensa numa pessoa completamente feliz e que estava esperando ansiosa por esse dia!
Antes de mais nada, a série conta a história de duas mulheres, ambas chamadas Lorelai Gilmore, que são mais do que mãe e filha: elas são melhores amigas!
Lorelai, a mãe, vem de uma família rica. Seus pais, Emily e Richard, tem um estilo de vida luxuoso e possuem tudo do bom e do melhor. Mas esse estilo de vida não deixa Lorelai feliz. O pai está sempre ausente e mergulhado no trabalho e a mãe vive tentando moldá-la a seguir o padrão de vida que ela acha ideal.
Aos 16 anos, ela engravida de seu namorado, Christopher, e, um tempo depois do parto de sua filha, quem tem seu mesmo nome mas é conhecida pelo apelido Rory, ela resolve sair de casa.
Lorelai é acolhida pela dona de uma pousada, onde ela também arruma seu primeiro emprego. Assim, mãe e filha crescem longe do mundo de luxo e regras de etiqueta que rege a família Gilmore, partindo depois para morar na pequena cidade de Stars Hollow, lugar cheio de pessoas peculiares onde todo mundo sabe o que acontece na vida de todo mundo.
Porém, a vida delas sofre uma reviravolta quando, aos 16 anos, Rory recebe a oportunidade de estudar em um colégio dos sonhos, mas que custa uma fortuna. A menina, que deseja com todas as suas forças ir para a Harvard, precisa da qualidade de ensino do lugar pra poder atingir seu objetivo.
Lorelai, mesmo contrariada, decide pedir ajuda financeira dos pais. É aí que Emily vê uma oportunidade de criar laços com a neta e permanecer sempre em contato com ela e sua filha: em troca do dinheiro, as duas devem comparecer todas as sextas-feiras na mansão dos Gilmore para o jantar.
Esse é o plot principal da trama, que percorre a vida das mulheres Gilmore, desde a convivência em família, até seus relacionamentos, primeiros amores, estudos, vida profissional, amigos, conflitos… Tudo isso junto e misturado em uma verdadeira jornada de amadurecimento.

Eu adoraria falar aqui meu ponto de vista sobre cada temporada, cada personagem e cada acontecimento marcante na vida das Gilmore, mas, do jeito que sou exagerada quando amo alguma coisa, vou acabar fazendo um post do tamanho do mundo e muito maior do que esse aqui vai ficar, rs!
Por isso, resolvi fazer algo mais abrangente e citar, sem muitos spoilers, 7 motivos pelos quais eu me apaixonei pela série lá na minha adolescência, e o quanto continuo amando tudo isso até hoje, motivando vocês a saírem correndo pra Netflix começar a assistir Gilmore Girls agora mesmo! <3
7 MOTIVOS PARA ASSISTIR GILMORE GIRLS
1. Valores familiares intensos e forte ligação de amizade entre mãe e filha
Quem vê na própria mãe uma melhor amiga vai se identificar bastante com a série, e é isso que a torna totalmente especial. Antes de qualquer outra situação, GG fala sobre o relacionamento materno e as dificuldades – ou não – de criar uma filha adolescente e passar por momentos importantes com ela. As duas compartilham tudo uma com a outra. Não é sempre um mar de rosas, surgem vários conflitos ao longo do caminho, mas a mensagem principal é sempre a do “conte comigo”.
Além disso, as atrizes fizeram um trabalho maravilhoso e é quase como se você estivesse presenciando uma relação familiar verdadeira. Lauren Graham, a Lorelai, parece mesmo amar e venerar sua filha Rory, interpretada por Alexis Bledel. Ela, por sua vez, faz muito bem o papel de quem foi completamente inspirada pela mãe a ser quem é.
Da mesma forma como Rory tem essa ligação especial com a mãe, muitos núcleos da série também trazem esses valores familiares intensos.
A própria Lorelai, embora seja a mais “revoltada” com os pais na série (superando os adolescentes, mas tudo bem), não deixa de amar e se importar com eles. Da mesma forma, eles sentem um orgulho absurdo das duas e sempre fazem de tudo para que elas fiquem bem, embora não concordem com seu estilo de vida. Essa cena AQUI (cuidado com spoilers) descreve muito bem o que estou falando! <3
Outro núcleo que gosto muito é o da Lane, melhor amiga da Rory. Ela vem de uma família coreana e mora apenas com a mãe, Sra. Kim, que é religiosa fanática e defensora da moral e dos bons costumes. Sempre muito autoritária com a filha, mantém Lane na linha e só deixa a menina sair se for com seu consentimento (o que quase nunca acontece). A personagem é muito especial, foge do padrão imposto pela mãe (adora rock e quer ser baterista), mas em nenhum momento age com rebeldia. Muito pelo contrário: é sempre obediente (ok, quase sempre), ama a mãe e procura fazê-la entender seu real eu sem conflitos. A busca das duas pelo entendimento mútuo é extremamente cativante!
2. Personagens de Stars Hollow
GG parece novela brasileira: tem personagem pra caramba e cada um deles possui uma personalidade totalmente diferente, bem delineada e, em grande parte, excêntrica! A gente AMA não só as Gilmore e sua família, mas também seus vizinhos, namorados, amigos e quase toda a população divertida de Stars Hollow! Lógico que sempre tem aquele personagem que a gente não suporta, mas, entre tantos, dá pra relevar.
Por falar na cidade, ali é um mundinho perfeito em que a gente adoraria viver, sabe? Por ser um lugar com menos de 10.000 habitantes, todos os assuntos de interesse geral são resolvidos em assembleias com a própria população – e são nesses momentos em que acontecem as maiores tretas da série, rs. Além disso, existem vários festivais na pracinha central da cidade, todo mundo se conhece, todos participam de eventos culturais malucos… É fofo e muito engraçado!
3. Rory
Sim, eu listei a personagem como motivo, rs. Ok que a Rory pode ser bem chatinha em algumas temporadas mas, na fase adolescente da personagem, ela me serviu de grande inspiração – eu praticamente “cresci junto com ela”. A menina tinha uma série de sonhos incríveis que eram os que eu tinha também na mesma fase, e eles foram alimentados durante minha convivência com a série.
Viajar pelo mundo, fazer um tour pela Europa, tirar boas notas na escola, ser uma boa filha e neta, valorizar as amizades, não se deixar intimidar pelos inimigos ou qualquer dificuldade, sonhar com um objetivo, mirar nele e não sair da linha – esses são alguns dos motivos que me faziam sentir exatamente como a Rory, pois compartilhava dos mesmos valores.
Além disso, ela é extremamente bookworm e cinéfila, sempre carrega um livro pra qualquer lugar e conhece de cor a maioria dos filmes clássicos que marcaram época. Tem como não querer ser ela?!
4. Referências a cultura pop e clássicos da literatura e do cinema
Como disse acima, Rory é leitora assídua e cinéfila, característica herdada de Lorelai.
É humanamente impossível entender todas as referências que elas usam ao longo dos episódios, sempre citando personagens e situações de filmes e livros clássicos – até porque tudo isso é feito em diálogos que passam tão rápido quanto a velocidade da luz. Sério! Inclusive, a série ficou conhecida por essa dinâmica rápida das conversas entre as personagens e garantiu fama a Lauren Graham, rs.
A lista de referências tem tantos títulos maravilhosos (pra vocês terem uma ideia, foram 340 livros e 463 filmes mencionados em 7 temporadas!) que sites especializados já fizeram o grande favor de elencar tudo o que elas leem e assistem na série pra gente fazer igualzinho em casa! Ou seja, a série tem uma bagagem cultural muito intensa!
Veja a lista de livros AQUI e a lista de filmes AQUI (do site Gilmore Girls Brasil).
5. Mulheres fortes
O elenco de GG é, em sua maioria, feminino, e isso não podia ser mais incrível. A gente normalmente encontra séries de sucesso que tem 500 carinhas e apenas uma mulher pra fazer a gente se sentir representada, o que pode ser um pouco chato.
Aqui é diferente. A começar pelas personagens principais, Lorelai e Rory são protagonistas incríveis, fortes, que passam aquele ar da mulher moderna que luta pra subir na vida por meio do esforço próprio. Além disso, elas dominam qualquer lugar onde vão, fazem o que querem fazer e não o que os outros esperam delas, se impõem diante de situações que não a favorecem e lutam muito pelos seus sonhos. Assim também é Emily, a matriarca da família, da qual as meninas herdaram toda a teimosia – embora não admitam!
Ainda conhecemos Lane, como mencionei acima (a melhor amiga da Rory), Sookie (melhor amiga da Lorelai que é uma chef de cozinha extremamente perfeccionista), Miss Patty (professora de dança da cidade), Babette (vizinha excêntrica e louca por gatos), Paris (a princípio, arqui inimiga de Rory no colégio), Gipsy (a mecânica da cidade), Sra. Kim (mãe da Lane) e tantas outras que vão aparecendo ao longo do caminho e carregando um bocado de significado! <3
6. Café e muita junk food
Se você, assim como eu, presta atenção até no que os personagens comem durante a série, fique sabendo que tem milhares e milhares de imagens de encher os olhos e o coração! <3
Luke, o melhor amigo de Lorelai, é dono de uma lanchonete chamada Luke’s, onde as meninas comem praticamente todos os dias, então você já imagina a quantidade de hambúrgueres, batatas fritas e bolinhos que aparecem rolando pela tela.
Além disso, as duas são extremamente viciadas em café, principalmente a Lorelai – e, se você também é viciada nesse precioso líquido, já sabe que é motivo suficiente pra assistir a série! 😉 Nesse post AQUI, Lorelai representa totalmente os amantes de café! Vale a pena conferir e se identificar, rs.
7. Ah, o romance! <3

Estaria mentindo se dissesse que os relacionamentos das personagens ficam em segundo plano pra mim… É impossível não shippar mãe e filha com alguns dos carinhas que aparecem durante as temporadas e ficar por aí escolhendo seu team (a propósito, sou #TeamDean e #TeamLuke <3).
A maioria dos relacionamentos delas não são saudáveis, seja por erro delas ou dos crushs, o que torna tudo mais real de se acompanhar e refletir a respeito. E, justamente por acompanhar esses conflitos, a gente fica torcendo pra elas darem certo com alguém, ou pra darem um pé na bunda daquele carinha que a gente acha insuportável…
SOBRE O REVIVAL
Como disse lá em cima, a Netflix resolveu nos agraciar com um revival da série, ou seja, os personagens voltarão pra nos mostrar o que aconteceu com eles após esses 9 anos! YAY!!!
Isso provavelmente aconteceu porque, na época em que finalizou a 6ª temporada, a criadora da série, Amy Sherman-Palladino, rompeu com a Warner e ela não escreveu o roteiro da 7ª e última temporada, que foi completamente insatisfatória para muitos fãs e para a própria criadora por não dar um fim muito bacana às personagens. Assim, ela agora vai poder nos dar a sua versão do destino das Gilmore e sobre essa nova fase mais madura! <3

A nova temporada se chamará “Gilmore Girls – A Year in the life” (em português, “Gilmore Girls – Um Ano para Recordar”) e estreia na Netflix em 25 de novembro, ou seja, SEXTA-FEIRA!!! ~surto~
O revival terá quatro partes que recebem o nome de cada uma das quatro estações (primavera, verão, outono e inverno). À princípio, dá pra perceber que todas as gerações das Gilmore estão passando por uma nova fase de descoberta, se sentindo perdidas e tentando encontrar um novo sentido na vida. Já sei que minha identificação vai ser total! <3

Quase todo o elenco antigo está de volta, menos o querido ator Edward Herrmann, que faz o Richard, pai da Lorelai, pois ele faleceu em 2014… 🙁
No entanto, pelo trailer do revival, podemos perceber que haverá uma
homenagem muito, mas muito bonita mesmo pra ele (e sim, escorreu uma
lágrima aqui).
Se você não tem medo de possíveis spoilers, confira o trailer abaixo: 

*****
OK, acho que esse post já tá longo demais, né? Rs!
Espero que vocês tenham se empolgado para assistir a série!
Ah, e se você é contra modinhas e fica chateado por todos estarem falando sobre as Gilmore só por conta do revival e, assim, não quer nem passar perto da série, eis o meu conselho: pense direitinho nesses 7 motivos e se deixe cativar! Afinal, ela já estava aí desde 2000 e é boa demais pra ser deixada de lado por puro preconceito!

E, como as próprias personagens a definem, não é só uma série de TV.
É um estilo de vida. É uma religião! <3

Beijos a todos e pode ter certeza de que estarei na frente da TV com uma xícara de café na mão nessa sexta-feira! ;*

Você também pode gostar de:

16 Comentários

  1. essa série está na minha listinha de coisas para assistir ó: tempão!
    só minhas series entrarem em hiato novamente que eu tiro um tempinho pra ver, estou numa vibe muito de séries mais velhas, assim como quero muito ver the o.c.

  2. Oi, tudo bem? Já conhecia a série, mas não sabia muito bem sobre o que ela tratava. Alguns motivos realmente encheram meus olhos e acho que assistiria por retratar mulheres fortes, a relação mãe e filha, e as referências que a série faz. Bom saber que o Netflix disponibilizou as temporadas, qualquer dia devo assistir 🙂

    ourbravenewblog.weebly.com

  3. Olá! Tenho visto as pessoas falando dessa série esses dias, e agora descobri porquê! haha Adorei os motivos que você deu para assistir. Eu nunca tinha ouvido falar dela antes, até achei que fosse uma série nova! Não vou assistir por enquanto, porque não tenho o costume de acompanhar muitas séries ao mesmo tempo para não me enrolar, mas quando tiver um tempinho, darei uma chance. ^^
    Beijos!

  4. Genteee, acho que sou a única pessoa que não conhecia essa série. Mas ultimamente tô vendo muitas pessoas falando dela, e pelo pouco que sempre vejo por aí, percebo que a série é muito boa mesmo, os pontos abordados e tudo mais. Ótimo post, gostei muito de conhecer mais. Beijos
    http://www.livrofilia.com/

  5. Não assisti na 1 vez, estou vendo a agora a 1 temporada,mesmo assim assistirei o revival. Estou tentando fazer o desafio dos livros.
    Retalhos no mundo.

  6. aiii que post amorzinho hahah
    EU JUROOOO que queria muito assistir a série, mas acho que perdi o tempo da coisa, sabe? ahha Só de pensar em todos os eps de 40 minutos dá uma preguicinha, mas eu tenho muito da vontade.
    Será que dá pra ver só essa última que saiu ou não vai fazer sentido? hahaha

    Um beijooo,
    Paloma <3

  7. Assim como você também costumo me envolver emocionalmente com minhas leituras e séries de TV. Comecei a ver Gilmore Girls a pouco tempo, ainda estou na primeira temporada mas já estou apaixonada. Essa sua postagem só me deixou mais empolgada em ver cada vez mais, porém estou vendo aos poucos com calma.
    Seu post realmente ficou grande mas valeu ler e conhecer um pouco mais dessa série que estou cada dia mais viciada. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

  8. Nos anos 2000 eu não era uma das agraciadas com Warner, então não consegui acompanhar a série certinha – mas agradeço a rede aberta (era o SBT, né?) por me apresentar essas duas. Aqui em casa era eu e minha mãe que acompanhávamos a série sempre que podíamos, mas sabe como é rede aberta, que vive trocando de horário e pulando episódios…rs
    Tenho na lista comprar o box com as temporadas, mas ainda não rolou…
    Adorei sua postagem – e concordo com a maioria dos motivos. O Netflix tem arrasado hein??? Acho que já passou da minha hora de aderir a ele…
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

  9. Oi, Lee ^^
    Não tinha tempo para parar e refletir sobre o porquê do grande sucesso que era atribuído a Gilmore Gilrs, mas hoje você veio para sanar todas os meus questionamentos com esses sete motivos!!!
    Por azar, não pude crescer vendo tal série pois se lembro bem não havia no SBT e minha infância para adolescência foi vendo as séries nos finais de semana: One Tree Hill, Smallville, Veronica Mars, The O.C., Kyle X…
    Agora, graças a Netflix, vou poder sentir o gosto do café que os fãs de GG sentem desde o ano 2000. Só por esse fator já sei que vou amar pois sou viciado em café. Os outros motivos que me animam a começar a ver essa série maravilhosa é a menção horrível a livros e filmes, assim como o elenco feminino que é pesado. Amo personagens femininos e sempre que topo com uma série onde elas são as protagonistas fica impossível de eu não acompanhar.
    E ainda estou tremendamente surpreso em ver que o Jared Padalecki fez parte do elenco, assim como a atriz que faz a Bonnie de How To Get Away With Murder. Já sabemos de onde veio esse gostoso do Jared para poder ganhar o seu papel em Supernatural. <3
    E que triste saber que a roteirista saiu logo na penúltima temporada da série, me lembra quase o Game Of Thrones que está sendo o vô Martin no roteiro. 🙁
    Graças que a Netflix veio para preencher juntamente com a roteirista todas as falhas que a Warner deixou na sétima temporada.
    Enfim, amei o post e quando possível vou cair de cara nessa série. Amo lugares pequenos e suas fofas para eu poder escolher quem eu odeio e amo rapidamente. kk
    Bjs, Lee. ^^

  10. Olá,

    eu assiste um video de uma escritora no youtube que falava tão bem dessa serie que fiquei com vontade de assistir. Estava procurando o box das temporadas para comprar com um precinho mais em conta. Agora sabendo que a Netflix, disponibilizou, vou começar a assistir nesse final de semana. Quero muito conhecer as Gilmore. Só tenho visto comentários positivos.
    Os seus 7 motivos me convenceram também.

    Beijos
    Bella Martins

  11. Oi, tudo bem?
    Nossa, essa série parece ser tudo de bom. Confesso que ainda não conhecia. Nessas férias vou até procurar. GOsto de histórias assim de relacionamentos familiares e outras coisinhas mais rs

  12. Olá!
    Eu assistia essa série na época do SBT, mas agora que lançou no Netflix eu vou ver desde o primeiro episódio para acompanhar toda a série, ainda mais agora que foi lançado episódios novos. Quero muito saber como as personagens estão agora.
    Adorei o post.
    Beijinhos!