Clube do Livro Ressaca Literária em Macapá/AP

Oi, gente!!!
Um dos meus grandes sonhos, desde que me entendo por leitora, era participar de um clube do livro na minha cidade e poder conversar com pessoas que tivessem a mesma paixão que eu pela leitura!
Eis que no final do ano passado alguém finalmente teve essa brilhante ideia aqui em Macapá, haha. E assim surgiu o Clube do Livro Ressaca Literária!
Ainda em 2016, houveram alguns encontros, mas eu infelizmente não pude comparecer  a nenhum (meu trabalho é uma loucura e tem um ritmo diferente, o que me impossibilita de fazer planos a longo prazo, snif).
Mas esse ano, mais especificamente dia 22/01/2017 (esse domingo), os leitores irão se reunir mais uma vez e eu não podia ficar de fora, pois o tema do encontro é imperdível: livros polêmicos!
O objetivo do Clube, além de reunir leitores para conversar sobre livros, é fazer com que a gente leia ao menos um dos livros indicados pelos próprios participantes. Os escolhidos do mês foram:

“Madame Bovary”, de Gustave Flaubert;

SINOPSE: Madame Bovary é um romance que foi escrito por Gustave Flaubert e que resultou num escândalo ao ser publicado em 1857. O livro é considerado pioneiro dentre os romances realistas; não somente, o livro tornou-se famoso por sua originalidade, o qual posteriormente levou a cunhagem do termo de psicologia bovarismo, em referência as características psicológicas da protagonista da obra. Quando o livro foi lançado, houve na França um grande interesse pelo romance, pois levou seu autor a julgamento. O romance conta a história de Emma, uma mulher sonhadora pequeno-burguesa, criada no campo, que aprendeu a ver a vida através da literatura sentimental. Bonita e requintada para os padrões provincianos, casa-se com Charles, um médico interiorano tão apaixonado pela esposa quanto entediante. Nem mesmo o nascimento da filha dá alegria ao indissolúvel casamento ao qual a protagonista se sente presa. Emma, cada vez mais angustiada e frustrada, busca no adultério uma forma de encontrar a liberdade e a felicidade. Apesar da intensa procura de uma vida digna, dificilmente consegue sentir-se satisfeita com o que é e o que tem.

“Lolita”, de Vladimir Nabokov;

SINOPSE: Irreverente e refinado, este é um dos romances mais célebres de todos os tempos. É também uma aventura intelectual que não deixa ninguém indiferente, um relato apaixonado de uma sensualidade alucinada, uma autópsia implacável do modo de vida americano. De um lado, um homem de meia-idade, obsessivo e cínico. De outro, uma garota de doze anos, perversamente ingênua. A química se faz e dá origem a uma obra-prima da literatura do nosso século. ‘Lolita’ é chocante, desafia tabus, escandaliza. O livro foi incorporado ao imaginário coletivo da modernidade, e até o nome da personagem tornou-se um substantivo corrente, provas do alcance e da genialidade do autor.

“Nada”, de Janne Teller.

SINOPSE: Pierre Anthon está no sétimo ano e tem a certeza de que nada na vida tem importância. Por isso, ele decide abandonar a sala de aula e passar os dias nos galhos de uma ameixeira, tentando convencer seus companheiros de classe a pensar do mesmo modo. Agora, diante da recusa do menino de descer da árvore, seus colegas farão uma pilha de objetos que significam muito para cada um deles, e com isso esperam persuadi-lo de que está errado. A pilha começa com uma coleção de livros, uma vara de pescar, um hamster de estimação… Contudo, com o passar do tempo, os participantes se desafiam a abrir mão de coisas ainda mais especiais. A pilha de significados logo se transforma em algo macabro e doentio, que coloca em xeque a fé e a inocência da juventude.

Destes, já li “Madame Bovary” para o cursinho de francês (ainda pretendo lê-lo em português antes do encontro, ou ao menos começá-lo) e “Nada”, que foi o segundo livro que finalizei esse ano (em breve tem resenha aqui no blog). Estou finalizando “Lolita”, que havia iniciado a algum tempo atrás e não tinha concluído, então reli tuuudo pra poder manter as informações fresquinhas na cabeça! 🙂

Então, desde já, fica o convite para quem é de Macapá: o grupo se reunirá na recém reformada Praça Floriano Peixoto, às 16h! Pra ficar tudo mais legal, cada um pode levar um lanchinho, que será dividido entre todos os participantes.
Eu e as meninas do Canal Literamigas estaremos lá, então é um ótima oportunidade pra gente se conhecer também! <3 Estou super ansiosa pra finalmente participar e tenho certeza que vai ser um encontro muuuito lindo!
Vamos?! Espero vocês!
Beijos e até a próxima!

Você também pode gostar de:

1 comentário

  1. muito interessante,não sabia que existia um clube do livro aqui em macapa(nunca avia pesquisado sobre antes.rs)sempre quis participar de algo desse gênero,tentarei ir nesse encontro domingo para ver como é a dinâmica