Mangá: “O Jardim das Palavras” – Makoto Shinkai

Oie, gente!

Em fevereiro, participei de uma Maratona Literária 24h para o canal que faço parte, o Literamigas. Entre as leituras que escolhi para montar minha TBR, entrou o mangá “O Jardim das Palavras”, publicado pela linda da Editora NewPOP aqui no Brasil! Sou fã da cultural oriental, principalmente no que se trata de animes, doramas e mangás, e já tinha assistido ao filme de mesmo nome que deu origem ao mangá. Logo, não pensei duas vezes antes de adquirir o meu e me encantar novamente com a história!

Para quem nunca viu nada sobre o assunto, mangás são, basicamente, quadrinhos japoneses, conhecidos por seus traços característicos (personagens com olhos grandes e corpos esguios). Além disso, a forma de leitura é diferente: você o lê de trás para frente e o texto está disposto da direita para a esquerda. Ele também apresenta, além das falas dos personagens, pensamentos e onomatopeias, te fazendo mergulhar totalmente no enredo. Feitas as apresentações, vamos falar dessa história linda de um casal que se une pela chuva! <3

Takao Akizuki é um colegial que sonha em ser sapateiro. Ele passa todos os seus momentos livres desenhando e criando novos modelos de sapatos, procurando se aperfeiçoar para, um dia, conseguir concretizar esse sonho. Os dias chuvosos são suas maiores inspirações e, quando a chuva cai, ele sempre cabula aula para desenhar em um jardim.

Em um desses dias chuvosos, ao chegar no jardim, ele se depara com uma estranha. Yukari Yukino é uma mulher misteriosa, que passa suas manhãs tomando cerveja e comendo chocolate. Apesar do estranhamento inicial, os dois passam a conversar e logo uma conexão especial nasce. Agora, sempre que chove durante a manhã, os dois se encontram no jardim e dividem seus sonhos, medos, frustrações e sentimentos.

O que achei?

Delicadeza é a palavra principal para descrever esse mangá! Como disse acima, ele é baseado no filme de mesmo nome (geralmente temos o inverso), e só posso dizer que é extremamente fiel ao que vemos na tela. São duas sensações totalmente diferentes viver essa história por meios tão distintos, mas ambos valem a pena.

A história de Akizuki e Yukino é linda e sensível. Eles tem uma diferença de idade muito grande e ambos vivem situações delicadas em casa. A mãe dele abandonou a família e ela está passando por problemas em seu trabalho. Esses problemas a fizeram perder a vontade de ir trabalhar e ela passou, então, a faltar em seu serviço para evitar lidar com eles. A medida que trocam palavras e gentilezas, os dois começam a ser envolver de um jeito tímido e gradual. Falar mais do que isso pode dar spoilers desnecessários.

Infelizmente o mangá não possui mais páginas, e o filme não tem mais minutos… Tudo termina de forma que queremos mais, sabe? Principalmente do futuro dos personagens!

Quanto à edição da NewPOP, possui páginas iniciais lindamente coloridas e o mangá inteiro é de ótima qualidade. Os traços de Midori Motobashi são super delicados, sempre com closes nos olhares e pequenos gestos dos personagens. Me peguei diversas vezes admirando o trabalho como um todo ao invés de ler, rs.

De forma geral, “O Jardim das Palavras” é lindo, tocante e muito fofo! Nos mostra o quanto é importante dar duro para perseguir nossos sonhos e o quanto uma pessoa, por mais que seja diferente de nós em vários aspectos, pode nos transformar e curar nossas feridas.

E vocês, têm costume de ler mangás? Gostaram e leriam? Já conheciam? Me digam o que acharam nos comentários! 😉

Quem se interessou pode comprar o mangá na lojinha da NewPOP.

Beijos e até a próxima!

Você também pode gostar de:

15 Comentários

  1. Olá,

    Acredita que nunca li um livro ocidental? Eu não tenho muito contato com a cultura, mas adoraria ter uma experiência, anotei a dica para fazer a leitura quando eu tiver no momento certo, mas fiquei triste em saber que você finalizou a história querendo saber mais, isso é chatinho, adorei a resenha! ♥

    → desencaixados.com

    1. Olá! A cultura oriental é muito rica e eu amo o que eles produzem, desde criança. É muito bom se apoderar de conhecimento, mesmo que por meio de mangás ou doramas, então recomendo mesmo! Espero que vc consiga ler algo em breve! <3 Sim, mas apesar de querer mais, ainda assim foi uma ótima experiência! 😉 Bjocas!

  2. Andressa, eu também sou fã da cultural oriental, e sempre que vejo algo novo, já começo a pesquisar sobre. Gostei bastante desse mangá e assim que entrar uma verba aqui – rsrsrs – pretendo adquirir ele! <3

    1. Rsrsrs, ai, que legal! Amo mangás e doramas, então vão aparecer bastante aqui pelo blog no futuro! <3 Que feliz que curtiu a indicação! Vou querer saber o que achou! Bjos! ;*

  3. Oi Andressa.

    Eu não conhecia este mangá e achei a capa muito bonita.Não tenho costume de ler quadrinhos e nem mangá, mas tenho alguns aqui em casa dos meus filhos. Vou deixar anotada sua dica para ver se minha filha fica interessada e quem sabe juntas possamos lê-lo.

    Bjos

  4. Nossa, que coincidência, mas semana retrasada indicaram o anime em um blog e eu fiquei mega curiosa pra assistir. E agora, descubro que tem mangá! Que demais! E o melhor é que o preço está muiiiito em conta <3 já quero!

    Obs.:Ah, amei ver seu ponto de vista em relação a essa história, viu!

  5. Oi!
    Não conhecia o mangá. Aliás, estou bem por fora… Faz muito tempo que não leio mangás. Mas achei uma boa oportunidade para recomeçar. Além disso, esse mangá parece ser um amorzinho! Adorei a dica.

    Beijos

  6. Oieee! Acredita que não consigo ler mangá? Acho tão estranho e desconfortável. Se tivesse adaptação literária eu com crz leria, mas vou procurar o filme, a historia parece ser emocionante e eu amei as cenas que vc colcoou. bjs

  7. Olá!
    Que mangá mais fofo. Amei a história e fiquei muito empolgada para ler como os personagens se interagem. Eu ultimamente tenho me interessado por mangás e estou a procura de leituras novas e vou anotar a sua dica para ler.
    Beijinhos!

  8. Adorei a resenha,mesmo lendo pouco manga me interessei pela historia e nao conhecia nada parecido! Faça maisde livros assim!!

    Parabens pelo blog, amei!
    Bjs